quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Petista sabidão


Prefeito monta empresa em casa

Em Porto Velho, capital brasileira que proporcionalmente mais recebe dinheiro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o Ministério Público do Estado (MPE) está apurando denúncia de que o prefeito Roberto Sobrinho (PT) montou uma empresa em sua própria residência para prestar serviços indiretamente aos consórcios que constroem as hidrelétricas do rio Madeira. Ele alugou equipamentos a empresários que têm contratos com os construtores das usinas.
De acordo com a denúncia, encaminhada pelo presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado Hermínio Coelho (PSD), o município é responsável pela liberação de alvará de funcionamento às empresas contratadas diretamente pelos consórcios. Além disso, Sobrinho teria negociado compensações ambientais para Porto Velho com os construtores das usinas de Santo Antônio e Jirau. Consta que dessa forma o prefeito estaria negociando com empresas que ele deveria fiscalizar.

Documentos obtidos na Junta Comercial de Rondônia mostram que o capital social da V. R. Madeira Transportes Ltda, instituída em agosto de 2010, é de R$ 50 mil, sendo que o filho do prefeito, Vitor Santiago dos Santos Sobrinho, é dono de R$ 5 mil. Os outros R$ 45 mil estão no nome do próprio prefeito. O diretório do PT em Rondônia já o chamou para dar explicações, apesar de não ter recebido nenhuma denúncia formal. Aos petistas, ele não negou as acusações.
Durante as explicações ao diretório, Sobrinho admitiu que a empresa é dele e funciona de fato em sua residência, mas garantiu que não há nenhuma ilegalidade nisso. O conselho de ética do partido recebeu recentemente uma outra denúncia contra ele, dando conta que Sobrinho teria se hospedado em Fortaleza em um hotel da empresa Marquise, que venceu a licitação para assinar o contrato da coleta de lixo em Porto Velho. Apesar disso, o PT não cogita sua expulsão.
O prefeito foi alertado na reunião com os petistas para um outro problema. Ele mantém dois vigilantes em sua residência, 24 horas por dia, pagos pelo município para sua segurança pessoal. Ocorre que sua empresa também estaria sendo vigiada, já que funciona no mesmo endereço. A direção do PT teme que isso possa ser usado contra o partido nas eleições do próximo ano, juntamente com as denúncias de que Sobrinho teria beneficiado a Marquise e os próprios consórcios das usinas.
Porto Velho é uma das seis capitais brasileiras administradas pelo PT, e somente do Consórcio Santo Antônio Energia a cidade recebeu de contrapartida R$ 1,3 bilhão em iniciativas voltadas às áreas de saúde, segurança, educação, infraestrutura, meio ambiente e social. Do governo federal, a prefeitura recebeu R$ 200 milhões para asfaltamento e mais R$ 132 milhões para a construção de seis viadutos. A cidade, com 410 mil habitantes, ainda não dispõe de nenhum. O governo federal também repassou R$ 754 milhões para ampliação de rede de água e esgoto, sendo R$ 554 milhões a fundo perdido.

* Salvador do povão

Aeronaves não tripuladas serão utilizadas na segurança interna nos Estados Unidos.

‘DONES’ (zangões) semelhante aos usados pelos militares no Oriente Médio, no México e na Amazônia colombiana poderão logo entrar em operação em todo o espaço aéreo civil estadunidense para vigilância legal de pessoas e grupos.
Os Departamentos de Polícia do Texas, da Florida e de Minnesota têm demonstrado interesse em usar tais aeronaves para localizar criminosos em telhados ou segui-los à noite e exercer vigilância usando tais dispositivos robóticos portando câmeras que captam imagens por termossensibilidade.
Um novo zangão (drone), chamado ‘Qube’, desenhado especificamente para fins civis de cumprimento da lei, foi apresentado no mês passado na conferência da Associação Internacional dos Chefes de Polícia, em Chicago, no estado de Illinois. A nova aeronave não tripulada pesa 2,5 kg, cabe no porta-malas de um carro e é controlado remotamente por um computador ‘tablet’.
Segundo o jornal americano Los Angeles Times, o uso disseminado dessas aeronaves não tripuladas, como o Qube, em missões de rotina de aplicação da lei e ibservação civil está sendo avaliada pela FAA (Federal Aviation Administration), enquanto a agência trabalha para assegurar que as máquinas possam dividir com segurança o espaço aéreo civil com as demais aeronaves tripuladas.
Além do seu uso no cumprimento da lei e da vigilância de segurança, esses ‘drones’ poderão ser disponibilizados para uma série de outras aplicações. Muitas pessoas têm sérias preocupações em relação à sua privacidade e esperam que a regulamentação do seu uso garanta que ela continuará a existir.
Tradução: Francisco Vianna

Traições à pátria perpetrada pelo PT e seus sequazes...

"Em ação incentivada por um bispo Aldo Mogiano, índios de diversos países sul-americanos estão sendo levados para a reserva Raposa Serra do Sol, no Estado de Roraima, para fazer número e dar ideia de “ocupação”. A região, grande produtora de arroz, foi transformada em nova fronteira de fome, desemprego e alcoolismo, depois que os agricultores foram expulsos por decisão do Supremo Tribunal Federal."
Essa é uma das maiores traições à pátria perpetrada pelo PT e seus sequazes. Os primeiros a importar índios (macuxis da Venezuela e mais duas tribos da Colômbia e do Peru) para a região foi a WWF, depois que o relatório de uma antropóloga polonesa por ela contratada constatou que não havia a presença de humanos na área (um pouco antes dos gaúchos terem ido para lá plantar arroz com o apoio do IRGA - Instituto Riograndense do Arroz).
Os pouco mais de 80 índios da primeira leva que se estabeleceram na região, com seus caciques recebendo muitos presentes da ONG inglesa, foram apelidados de IANOMANIS (um nome que deriva de uma frase do relatório da referida polonesa: THERE'S YET NO MAN IN THERE (Ainda não há homens lá), que deu YETNOMANIN, que virou IANOMANI.
Tudo em retribuição ao apoio que ingleses e demais países europeus hegemônicos têm dado à esquerda brasileira e sulamericana nas últimas duas décadas (afinal eles sabem bem e até por experiência própria que onde a esquerda prevalece não há progresso e, portanto, fica afastada a possibilidade do Brasil emergir como grande potencia mundial que os colocaria na condição de terceiro ou quarto mundo).
Poucos brasileiros têm consciência desses fatos, infelizmente.
* Francisco Vianna

terça-feira, 29 de novembro de 2011

A realidade do país.

Abram o olho com o futuro do Brasil!

Vejam, neste vídeo, as origens e semelhanças do comunismo com o nazismo de Hitler. Qualquer semelhança, também, com o que pretende o governo do PT para com o Brasil, não será mera coincidência.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Olha a China aí gente!!!

Enquanto no Brasil os "mandões" encastelados no governo só pensam em roubalheira,  kits homo, Ongs, petebãos, etc o Brasil enfraquece suas forças armadas.
Neste mundo louco em que vivemos vale a sentença: "Se queres ser respeitado, arma-te!".
E o oposto, também é verdadeiro,portanto: "Se queres ser dominado, desarma-te!"       
Devido à irresponsabilidade do governo brasileiro no que diz respeito às nossas forças armadas, o Brasil tá caminhando para se tornar uma potencia econômica frágil. 
Já a China...Novo Porta-Aviões Chinês:
Técnicamente mais perfeito. Com desenho ultramoderno, com duas pistas de pouso e decolagem, menos balanço, mais velocidade, mais comodidade, mais capacidade de poder de fogo nuclear e       com previsão de entrar em operação no próximo ano.
Sabe porque a China está se tornando uma potência mundial?
Porque ao contrário do Brasil onde a corrupção consome R$ 60 bilhões do orçamento anual, sem punição e sem devolução do que foi roubado do dinheiro público, lá, esse crime é resolvido com a pena de morte.
Técnicamente mais perfeito. Com desenho ultramoderno, com duas pistas de pouso e decolagem, menos balanço, mais velocidade, mais comodidade, mais capacidade de poder de fogo nuclear e       com previsão de entrar em operação no próximo ano.

PT e Dilma são o pai e a mãe das mentiras e da corrupção.

No dia 22 de outubro de 2010, escrevemos que “O PT é o Partido da mentira e da morte".
Escrevemos isso porque o PT mentiu no TSE para obter a apreensão dos documentos, apelidados         pejorativamente de “panfletos”, que são legítimos, legais e verdadeiros, e porque o PT defende o assassinato de crianças inocentes, no útero de suas mães, através da a liberação do aborto.
Como fizemos em 2006 e 2008, antes das eleições presidenciais de 2010, escrevemos um documento denominado “Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”, publicado em 01.07.2010, para orientar o voto dos fiéis de Guarulhos contra os candidatos contrários aos princípios cristãos, entre eles a candidata à presidência Dilma Rousseff, favorável à liberação do aborto.
Posteriormente, a seção regional de São Paulo da CNBB, denominada CNBB-Regional Sul-1, que representa e compreende as 41 Dioceses do estado de São Paulo, produziu o documento         denominado “Apelo a Todos os Brasileiros e Brasileiras”, assinado por três Bispos, no qual orientou o voto contra os candidatos partidários da liberação do aborto. A CNBB-Regional Sul-1 liberou a impressão do documento para todas as Dioceses, pastorais e organizações que defendem os princípios cristãos, para que o distribuíssem a quem quisessem.
A candidata Dilma Rousseff e seu grupo político pediram, ao Tribunal Superior Eleitoral, a apreensão dos documentos – “panfletos” – impressos, que ainda estavam na gráfica, sob duas alegações mentirosas: que o documento era falso e que havia crime contra o PT e contra a candidata Dilma, porque o documento dizia que o PT sempre defendeu a liberação do aborto.
A propagação contínua da mentira pelo PT e seus aliados nas eleições de 2010 – os partidos comunistas seguem a máxima do líder propagandista de Hitler, Joseph Goebbels, segundo a qual         “uma mentira dita cem vezes torna-se verdade”, foi tão forte que até utilizou o Bispo de Jales, Dom Demétrio Valentini, para conceder entrevista a jornal de Guarulhos e dizer que nós tínhamos cometido “crime eleitoral”.
Provamos, no TSE, que o documento assinado pelos três Bispos é verdadeiro e provamos que o PT e a candidata Dilma defendem, sim, a liberação do aborto. E o Ministério Público Federal garantiu que não praticamos crime eleitoral e pediu a devolução do material para a Diocese de Guarulhos. O TSE mandou a Polícia Federal devolver o material apreendido. A documentação está todinha em nosso blog, www.domluizbergonzini.com.br. A Igreja Católica tem o direito legítimo de defender o Evangelho e seus princípios, em qualquer época.
Naquele momento e de repente, a candidata Dilma Rousseff, para enganar os católicos e cristãos, se declarou “devota” de Nossa Senhora Aparecida e até foi ao Santuário da Padroeira do Brasil. Se         católica ou cristã fosse, ela deveria ter promovido uma missa antes de sua posse como presidente. Quem é católico, não precisa se envergonhar de sê-lo.
Se devota de Nossa Senhora Aparecida fosse, teria, como todos os devotos têm, uma imagem da Mãe de Jesus Cristo em seu gabinete de trabalho. Em vez disso, no seu primeiro dia de trabalho, ela mandou retirar Jesus Cristo Crucificado e a Bíblia do seu gabinete.
Aguardamos, ansiosamente, que ela comparecesse em Aparecida, no dia 12 de outubro de 2011, para demonstrar sua devoção a Nossa Senhora Aparecida e mostrar para todos os brasileiros e para o         mundo que ela não havia enganado os cristãos brasileiros para obter votos em 2010. E que, pelo menos, confessasse e comungasse. Porém, nada disso aconteceu.
O povo brasileiro está enredado por mentiras. Já vimos acima o caso da apreensão ilegal dos documentos da Igreja, nas eleições de 2010. No caso das mortes maternas dizem, mentirosa e preconceituosamente, que as mulheres morrem por serem negras ou pobres; na verdade elas morrem pela precariedade do SUS e do sistema de saúde que lhes é oferecido (Brasil recebe condenação inédita da ONU por morte materna).
A mentira gera ou tenta esconder a corrupção e interesses escusos. Lula apresentou Dilma como “gerentona” do governo, que sabia de tudo e conhecia todos os ministros. Nunca antes na história deste país houve tantos ministros, nomeados pelo presidente da república, afastados por         denúncias de corrupção (AQUI).
O povo brasileiro está tentando lutar contra as mentiras e a corrupção. Os brasileiros somente conseguirão combatê-las se começarem, como digo sempre, a “dar nomes aos bois”, ou dar os nomes dos pais e da mães das mentiras e da corrupção.
Lembram-se como antigamente davam nomes aos bois ? Era assim: Fora Ditadura, Fora Collor, Fora FHC, e tantos outros “foras”. Agora, os brasileiros precisam fazer o mesmo. No caso do governo federal, os nomes do pai e da mãe das mentiras e da corrupção, ou maracutaias, como diziam antigamente, ou malfeitos, como dizem agora, são o PT e Dilma. No caso dos governos estaduais, os nomes são os dos governadores. E no caso dos governos municipais, os nomes são os dos prefeitos.
As pessoas estão com medo de dar os nomes dos responsáveis. Não tenham medo de dizer: Fora PT, Fora Dilma, Fora (Fulano de Tal), seja governador, prefeito, deputado, vereador, enfim, fora todos os que consomem até 69 bilhões de reais em atos de corrupção, sugados dos impostos pagos com muito sacrifício pelos brasileiros. Fora os que querem afastar o povo dos princípios morais cristãos e mantê-lo sem educação, sem segurança e, principalmente, sem atendimento de saúde suficiente para garantir uma vida digna para cada brasileiro – a vida é uma dádiva divina-, desde o momento da fecundação até a morte natural na velhice.
“NÃO LEVANTARÁS FALSO TESTEMUNHO CONTRA TEU PRÓXIMO”.(Ex 20,16) é o         mandamento. Levantar falso testemunho é mentir, como mentiram na época das eleições e continuam mentindo.
Chega de mentiras! Chega de corrupção!
Não tenham medo! Vamos, juntos, restaurar os princípios morais cristãos e Mudar o Brasil.
* Dom Luiz Bergonzini - Bispo Diocesano de Guarulhos

Câmara dos deputados quer processar Lupi.

A Câmara dos Deputados informou que estuda abrir processo disciplinar e cobrar ressarcimento do ministro Carlos Lupi (Trabalho), que foi funcionário fantasma do Congresso por seis anos.
A Folha revelou ontem que ele recebeu salário da Câmara de dezembro de 2000 a junho de 2006, mas não aparecia na repartição onde estava lotado.
"Vamos tomar providências. Se houve conduta irregular na época, pode caber processo, ressarcimento ou coisa dessa natureza", disse o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS).
Os partidos da oposição cobraram ontem a demissão imediata do ministro, que nega ter recebido indevidamente.
O PPS vai pedir sindicância na Câmara e acionar o Ministério Público Federal. De acordo com a legenda, o episódio pode caracterizar crime de falsidade ideológica do então servidor e de prevaricação de quem o contratou.
Para o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), a presidente Dilma Rousseff "tem de assumir o papel de mandá-lo embora". (Folha online)

sábado, 26 de novembro de 2011

A verdade sem produção de um anônimo contra a mentira produzida dos “bacanas”

Há um vídeo circulando na Internet feito por um rapaz — talvez da área de engenharia; não sei quem é — que deve ser visto e divulgado. Com simplicidade e paciência chinesa, sem crispações, recorrendo apenas a pincel e a algumas folhas, ele demole algumas das tolices sobre Belo Monte. É um pouco longo: 13 minutos. Mas trata de cada aspecto relevante da usina.
Além do conteúdo em si, esse vídeo é interessante porque opõe a verdade de um anônimo, sem amparo da produção audiovisual, às mentiras enfatuadas dos bacanas, feito com certo apuro profissional. Um profissionalismo, infelizmente, a serviço da mistificação.
Por Reinaldo Azevedo

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Exportações, importações, fraudes e etc.

Seguem informações sobre as importações brasileiras, dificeis de entender.
Se você achar que o assunto merece explicações. Repasse esta mensagem para o Ministério da Fazenda.
Aqui vão 3 emails, da Secretaria Executiva, que constam do Site do Ministério da Fazenda:
Abaixo, as informações:
1 - os Estados Unidos têm um Produto Interno Bruto de mais de  14 TRILHÕES de dólares e uma população de mais de  300 milhões de pessoas. E é a maior potência econômica do planeta;
2 - os Estados Unidos aparecem nas tabelas da Receita Federal, em termos de valores importados pelo Brasil, como o "país de aquisição" mais importante;
3 - qual será, em termos de valores importados, o segundo "país de aquisição" mais importante?
4 - em que país você pensou? China? Alemanha? Inglaterra? França? Rússia? Japão? Itália? Índia?
5 - aqui vai uma surpresa: o "país de aquisição" mais importante, depois dos Estados Unidos, é as Ilhas Cayman; 
6 - o PIB das Ilhas Cayman é menor que  2 BILHÕES de dólares. Sua população não chega a  50 mil habitantes. 
Resumo: em termos de exportação para o Brasil, um país com menos de 50 mil habitantes foi - em 2007, 2008 e 2009 - a segunda potência exportadora mais importante.
Para confirmar os dados acima citados, clique no link abaixo e baixe o arquivo zipado "importacoes (vindas das Ilhas Cayman).zip".
Descompacte-o. E constate a esquisitice mencionada.
(se não conseguir baixar e descompactar o arquivo, avise-me. Eu enviarei o arquivo para seu email) 
Observação: não consegui descobrir o total de importações vindas do conjunto de  TODOS  os paraísos fiscais. Mas as informações concernentes às Ilhas Cayman (único paraíso fiscal focalizado nesta mensagem) parecem suficientemente esquisitas para merecer uma investigação séria.   
Agradeço antecipadamente sua atenção.
Luiz Otávio da Rosa Borges
  
- Site                                -  http://www.brasilsemcorrupcao.com.br 
- Celular                          -  (11)9990.3405
- Skype                            -  loborges
- Twitter                           -  http://twitter.com/loborges51
- Canal-1 no Youtube     -  http://www.youtube.com/user/Brasil100Corrupcao
- Canal-2 no Youtube     -  http://www.youtube.com/user/loborges52#p/u
*link para mensagens enviadas ao Site do Instituto Mãos Limpas Brasil:

Bolsonaro extrapola, mais uma vez.

"Se seu negócio é amor com homossexual, assuma", diz Bolsonaro a Dilma
Conhecido por suas declarações polêmicas, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) proferiu mais um discurso bombástico na tribuna da da Câmara.
Durante um protesto, contra a campanha elaborada pelo governo e a divulgação de um "kit anti-homofobia", iniciativa do Ministério da Educação, Bolsonaro teria afirmado que a presidente Dilma Rousseff deveria logo "assumir" se o seu negócio é "amor com homossexual".
"São 180 itens. O kit gay não foi sepultado ainda. Dilma Rousseff, pare de mentir!
Se gosta de homossexual, assuma! Se o seu negócio é amor com homossexual, assuma, mas não deixe que essa covardia entre nas escolas do primeiro grau! Tudo o que foi tratado ontem foi com a temática LGBT para os livros escolares. Criam aqui bolsa de estudo para jovem LGBT, estágio remunerado para lésbicas, gays, bissexuais etc.!"
E continuou: "Então, pessoal, é o presente de Natal que a Dilma Rousseff está propondo para as famílias pobres do Brasil. Ou seja, o dia em que a maioria da garotada nas escolas for homossexual, está resolvido o assunto... Será que o [Fernando] Haddad [ministro da Educação], como prefeito de São Paulo, vai implementar a cadeira de homossexualismo nas escolas do 1º Grau?".
Haddad foi lançado pelo PT como pré-candidato nas eleições de 2012.
*Fonte: Folha.uol

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Os petistas perderam a noção do ridículo.

Esse pessoal do PT perdeu completamente a noção do ridículo, se é que um dia eles tiveram algum. Leiam o que o que informa o colunista Lauro Jardim, de Veja:
Está na pauta da CCJ da Câmara nesta   quarta-feira um projeto da ex-senadora Serys Slhessarenko que   vai deixar Dilma Rousseff feliz.
Apresentado em 2009, o texto determina o uso   obrigatório da flexão de gênero para nomear profissão ou grau em diplomas. Ou   seja, o “presidenta” de Dilma Rousseff vai virar lei e não mais um termo   opcional como uma vez José Sarney ensinou à Marta Suplicy em plena sessão do   Senado.
O relator de matéria tão interessante   para Dilma é nada menos do que ele… Paulo Maluf.
Comentário 1:
Bom, caso essa lei ridícula seja aprovada, esperamos que a flexão de gênero seja obrigatória para outros verbetes como militANTA e, em tempos de invasão, estundANTA.
*gracialavida, yahoogrupos.com.br
Comentário 2:
Aí, então, teremos finalmente uma presidenta desinteligenta, pedanta, implicanta que, quando era estudanta não era nada diligenta. Aí se tornou militanta de um partido traidor, mas ela estava conscienta de que, como partcipanta se tornaria interessanta para os demais participantes do partideco. Muita gente pensava que ela era uma gerenta eficienta porque parecia uma mulher pensanta, mas era só uma pessoa aborrecenta.
Ester Azoubel, yahoogrupos.com.br

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Prescrita suposta tortura a Dilma.

Foto na ficha criminal de Dilma no DOPS
Justiça extingue processo que responsabilizava quatro agentes do Estado de abusos cometidos durante a ditadura. Uma das vítimas é a presidente Dilma. Ministério Público recorrerá da decisão.
Decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região extinguiu o processo que cobrava a responsabilização civil de supostos torturadores da Operação Bandeirante (Oban) durante o regime militar. O tenente-coronel Maurício Lopes Lima, acusado de torturar a presidente Dilma Rousseff, figurava entre os réus da ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF). Em seu voto, o juiz federal Santoro Facchini reconheceu a prescrição dos possíveis crimes e encerrou o processo. O magistrado foi seguido pelos demais juízes da Sexta Turma. A Procuradoria Regional da República em São Paulo vai recorrer da decisão.
Para Facchini, a imprescritibilidade dos crimes deve ser analisada sob o enfoque da legislação brasileira, e não por tratados internacionais. "Decisões estrangeiras não podem ser aplicadas no Brasil, por afronta ao princípio da legalidade. O Brasil não subscreveu a convenção sobre a imprescritibilidade dos crimes de guerra e dos crimes contra a humanidade de 1968, e somente reconheceu a autoridade da Corte Interamericana em 2002." A questão colocada no processo, segundo ele, é se a incorporação do tratado no ordenamento nacional também abrangia crimes praticados antes da sua vigência e da promulgação da atual Constituição Federal, de 1988.
Santoro Facchini afirma ainda que os fatos narrados nos autos "não indicam a ocorrência de tortura, como fato ocasional ou delimitado, mas, ao revés, revelam a sua prática, sistematizada e institucionalizada, contra parte da população, composta por opositores do governo militar instalado em 1964".
O MPF considera a tortura crime contra a humanidade, imprescritível, tanto no campo cível como no penal. Destaca ainda na ação diversos tratados internacionais e que a validade da Lei da Anistia, reafirmada no ano passado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), não inviabiliza medidas de responsabilização civil. O tenente-coronel afirma que ainda não foi notificado da decisão. Em sua defesa, Lima disse que não integrava o destacamento da Operação Bandeirante à época dos fatos relatados.
A ação contra Lopes Lima e mais três militares — Innocencio Beltrão, João Thomaz e Homero Machado — é baseada em depoimentos colhidos por tribunais militares, informações mantidas em arquivos públicos e testemunhos de algumas vítimas. A Procuradoria da República atribui a Maurício torturas praticadas contra 16 militantes políticos. Na ação inicial, é transcrito o relato de Dilma ao projeto Brasil nunca Mais, da Arquidiocese de São Paulo: "Pelos nomes, conhece apenas a testemunha Maurício Lopes Lima, sendo que não pode considerar a testemunha como tal, visto que ele foi um dos torturadores da Oban. Com referência às outras testemunhas, (Dilma) nada tem a alegar. Ainda tem a acrescentar que (...) dois elementos da equipe chefiada pelo capitão Maurício compareceram ao presídio Tiradentes e ameaçaram a interroganda de novas sevícias...", diz um trecho do depoimento.
A Oban foi implementada em São Paulo com a finalidade de reunir em um único destacamento o trabalho de repressão política até então disperso por órgãos militares e policiais, estaduais ou federais durante a ditadura. Funcionou como um projeto piloto à margem das estruturas oficiais, contando com financiamento de empresários. Diante do sucesso da Oban na repressão, o modelo foi difundido pelo interior do país.
*Alana Rizzo - CORREIO BRAZILIENSE

Lupi e a menor do mercado

terça-feira, 22 de novembro de 2011

O democrata bispo de Guarulhos.

Recebo um e-mail de Dom Luiz Bergonzini, bispo de Guarulhos
Dei destaque a um comentário asqueroso de um rapaz que acredita que a democracia deve servir àqueles que querem solapar a democracia. Ele tenta fazer isso abusando de uma linguagem fascista; seus aliados objetivos de extrema esquerda da USP e das universidades públicas Brasil afora fazem o mesmo abusando dos jargões comunistas. São todos parentes; têm a mesma raiz totalitária.
EU ME ORGULHO MUITO DE FASCISTAS E COMUNISTAS ACHAREM QUE NÃO SOU UMA PESSOA BACANA!!!
Mas recebo também mensagens que me honram muito: as que vocês enviam diariamente e esta abaixo, de Dom Luiz Gonzaga Bergonzini, bispo de Guarulhos. Esse líder religioso teve a coragem, durante a campanha eleitoral, de defender os princípios da Igreja Católica. Porque essa é sua prática cotidiana. É claro que essa deveria ser a regra para uma autoridade religiosa. Infelizmente, em razão da patrulha, tem sido a exceção. Transcrevo parte do seu e-mail:
“Caríssimo jornalista Reinaldo Azevedo,
Parabéns pelo trabalho de esclarecimento da juventude universitária, sobre o esquerdismo e suas consequências.
A juventude e o povo brasileiro estão vivendo sob o império da mentira. Isso precisa terminar.”
Muito obrigado, Dom Luiz!
Este bispo da Igreja Católica mantém uma página na Internet em que trava o bom combate. Suas mensagens estão afinadas com a Igreja a que ele serve e com a orientação do papa Bento 16.
Ser católico é uma opção, não uma imposição. E Dom Luiz defende abertamente os princípios de sua Igreja.
Progressista é defender a vida. Reacionário é defender a morte, em especial de quem não tem mesmo a chance de tentar escapar. Nada pode ser mais asqueroso do que esses heróis e essas heroínas que travam uma árdua batalha contra os… fetos humanos. Quem anda em companhia dessa gente ou lhe dá o braço será sempre cúmplice de seu crime moral, ainda que a prática deixasse de ser um crime do ponto de vista legal.
PONTO!
*Por Reinaldo Azevedo

A tal comissão da verdade

Nosso povo sem memória já não canta, com tanta freqüência, as músicas de Noel Rosa. Mas todos – com ou sem maldade – se perguntam: “Onde está a honestidade? Onde está a Honestidade?”.
Ainda bem que a Dilma sancionou a Comissão da Verdade.
Quem sabe ela não vai descobrir quem se deu bem com a grana roubada do cofrinho do Ademar e de tantos outros assaltos a bancos ocorridos nos tempos da guerrilha urbana e rural que queria implantar o comunismo no Brasil, nos anos 60 e 70? Quem sabe...(Alerta total)
(...)Dilma Roussef participou, sim, do assalto ao cofre do ex-governador Ademar de Barros, uma ação armada comandada em 1969 pelo seu futuro marido, o ex-deputado Carlos Araújo, em 1969, numa imponente mansão do bairro Santa Tereza, no Rio. Ademar de Barros, ex-governador de São Paulo, foi o fundador da atual Rede Bandeirantes de Rádio e TV.
O primeiro dos Saad foi seu genro. Dilma Roussef não gosta de falar sobre o episódio. Sua biografia no site de campanha e nos programas de rádio e TV, omite totalmente o passado terrorista da candidata do PT.
"Isso porque ela tem o maior orgulho de seu passado terrorista."
*Fonte: Jornal Zero Hora - IDADE CERTA - http://www.idadecerta.com.br/blog/?p=4862

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Caminhamos para o socialismo comunista. Abram o olho!

As pessoas que possuem chácaras ou terras, poderão perder tudo, já que as mesmas tem alta possibilidade de serem consideradas improdutivas, por não haver provas de produção agrícola nas mesmas.
Você que sonha, que quando seus pais morrerem, você vai ficar com um pedaço de terra, diga adeus para a sua terra.
Você que comprou um pedaço de terra, e acha que aquilo vai ficar de herança para seus filhos, esqueça - É bem provável que fique tudo pro Governo.

Lula e Dilma deixarão uma conta impagável.

A Espanha é "irresgatável" e seus crescimento nos últimos anos foi "baseado numa ficção". O alerta é de uma das principais referências hoje na Espanha, o economista Santiago Nino Becerra, autor de dois livros sobre a crise econômica que afeta o país. Em entrevista ao Estado, o economista diz que um resgate para a Espanha custaria  800 bilhões à UE e ao FMI, dinheiro que "simplesmente não existe". Becerra também alerta que há sinais claros de que o Brasil está seguindo o mesmo caminho de endividamento e de crescimento pelo crédito adotado pela Espanha há dez anos. "O Brasil hoje é a Espanha de 2003, em versão 2.0."

domingo, 20 de novembro de 2011

"...Era enfim o chefe da quadrilha."

Ainda todo poderoso da República, Zé Dirceu é considerado na Justiça o Chefe da quadrilha do Mensalão
No início de 2012 será colocado em pauta no STF - Supremo Tribunal Federal o julgamento do maior escândalo de corrupção comprovado na política brasileira: o Mensalão do PT. O governo petista trabalhou fortemente na dança das cadeiras do Supremo e conta com o voto da maioria dos ministros para o arquivamento do processo. Mas não vai ser bem assim. O líder da organização criminosa seria o ex-ministro chefe da Casa Civil de Lula, José Dirceu, segundo o procurador geral da República Roberto Gurgel, que pediu a condenação dos 36 réus da ação penal 470 pelos crimes cometidos durante o Mensalão do PT.
“- As provas coligidas no curso do inquérito e da instrução criminal comprovaram, que, sem sombra de dúvida, José Dirceu agiu sempre no comando das ações dos demais integrantes dos núcleos político e operacional do grupo criminoso. Era enfim o chefe da quadrilha.” Palavras do procurador chefe do Ministério Público Federal.
O MPF não parou as investigações até a data de hoje. Em segredo, no Centro de Inteligência da Polícia Federal, tem horas de grampos telefônicos que mostram como José Dirceu age na condução estratégica do PT e junto aos grandes empresários que atendem as contas do Governo.
O Quidnovi divulga na íntegra e com exclusividade o depoimento de José Dirceu prestou na Justiça no processo do Mensalão do PT. Clique aqui para ler o depoimento.

O poderoso da República é ele!

Enquanto isso, o governador de Brasília Agnelo Queiroz enfrenta uma enxurrada de denúncias que trouxe na bagagem política até chegar ao Buriti. Em menos de um ano, existem seis pedidos de impeachment na Câmara Legislativa.No dia de seu aniversário, Agnelo foi a São Paulo e pediu a ajuda do todo poderoso do PT,  José Dirceu. A base local do PT/DF trabalha fortemente pela derrocada do governador. O PT nacional precisava sinalizar que apoiava Agnelo mesmo nas horas difíceis. Zé Dirceu organizou um grupo de apoio e veio a Brasília prestigiar o Governador Agnelo, mas apresentou logo a fatura: emplacou na presidência do BRB Jacques Pena, ex-presidente da Fundação Banco do Banco do Brasil, e apadrinhado do deputado de Chico Vigilante e Erika Kokay.
No jantar promovido por Agnelo, Zé Dirceu e o presidente nacional do PT Rui Falcão marcaram presença, mas foram cautelosos. O BRB sofre uma intervenção velada, conforme noticiado com exclusividade pelo Quidnovi, está agora sob o comando do PT nacional.
Zé Dirceu ainda tem poder de ministro da Casa Civil e conta com a sua “mão esquerda” Ideli Salvaty, ministra das Relações Institucionais. Como “consultor empresarial” Zé Dirceu faz sucesso no exterior e recebe pagamentos milionários pelos seus serviços.
Tudo isso, está sob segredo no MPF. Nas vésperas do julgamento do Mensalão os maus feitos do guerrilheiro do passado virão à tona o que pode influenciar nas eleições de 2014.
Com certeza, nas eleições municipais do ano que vem o PT sofrerá baixas. O presidente Lula, em tratamento de saúde, acompanha passo a passo a faxina de Dilma e tem informações de como Zé Dirceu está operando nos bastidores da política. O que não se sabe é se Lula está de acordo não.
Zé Dirceu usou, esta semana, os mesmos métodos de Collor, estampando em camiseta dizeres contra a mídia tentando mostrar sua inocência. Foi assim que Collor se despediu do Planalto, na década de 90, com Zé Dirceu liderando a oposição.
Agora que Collor voltou, Zé Dirceu talvez esteja inspirado e apostando no seu próprio retorno no cenário político.
O que está faltando neste momento é o clamor da população de Brasília que está assistindo as entranhas da corrupção tomar conta novamente do DF. Na Justiça, Agnelo e Filipelli têm seus dias contados. E os estudantes cara-pintadas que atuaram  decidindo o impeachment de Collor começam a se aquecer nos movimentos contra a corrupção que pipocam a cada feriado na capital federal, para entrar em campo na nova luta.
*gracialavida dgferraz@terra.com.br por  yahoogrupos.com.br

sábado, 19 de novembro de 2011

Caça da FAB intercepta, faz tiro de aviso e obriga o pouso de avião com cocaína em Rondônia.

Segundo a Polícia Federal, foram apreendidos 176 quilos de pasta base de cocaína no interior da aeronave.
Aeronaves A-29 e o avião-radar E-99, da Força Aérea Brasileira, atuaram na operação que terminou com o pouso de um avião monomotor (matrícula CP-1424) em uma pista de terra próxima a Izidrolândia, distrito de Alta Floresta D´Oeste, no interior de Rondônia. Após o pouso, a Polícia Militar, em coordenação com a Polícia Federal, apreendeu 176 quilos de pasta base de cocaína no interior da aeronave. A operação ocorreu por volta das 17h da última quarta-feira, dia 3.
 A aeronave suspeita, de matrícula boliviana, proveniente daquele País, voava a uma altitude de 1500 pés (500 metros) e foi identificada como tráfego irregular pela aeronave-radar. Logo depois, os caças A-29 já realizavam as medidas de averiguação e o reconhecimento do avião suspeito.
 Após ser interceptado pela aeronave da FAB, o piloto não prestou informações sobre identificação ou trajetória que pretendia seguir. Além disso, fez manobra em direção à fronteira com a Bolívia. Em seguida, foi dada a ordem ao piloto da aeronave suspeita que pousasse na pista da cidade de Cacoal. A aeronave desobedeceu novamente e baixou a altitude de voo para 300 pés (100 metros).
 Com isso, o A-29 realizou o tiro de aviso. Foi a partir dessa medida que o piloto da aeronave suspeita passou a ser “colaborativo”, informaram os militares, ao afirmar que iria obedecer às ordens. Entretanto, o avião suspeito, sem autorização, precipitou o pouso e aterrissou em uma estrada de terra no distrito de Izidrolândia.
 As aeronaves da FAB sobrevoaram a área, conforme norma de policiamento do espaço aéreo, para que o suspeito não voltasse a decolar. Com as informações da FAB, viaturas da Polícia Militar, em coordenação com a PF, chegaram ao local e puderam apreender 176 quilos de pasta base de cocaína no interior da aeronave. Um helicóptero H-60 L da FAB transportou na noite de quinta-feira a equipe da PF com a droga apreendida da cidade de Pimenta Bueno (RO) para a capital Porto Velho.
 Na madrugada desta sexta-feira, dia 5, uma operação da Polícia Federal e da Polícia Civil local conseguiu capturar os dois pilotos bolivianos. Segundo a PF, eles prestarariam depoimento no posto policial  em Pimenta Bueno e seriam presos na própria cidade para aguardar julgamento.
*Fonte: Agência Força Aérea

O cordão dos puxa saco...

O puxa-saquismo explícito é e forma mais primária da ausência e caráter. Uma comunidade onde impera a incompetência e a vadiagem torna-se o habitat ideal para os puxa-sacos. Por es
O diretor de organização do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Moisés Selerges, que é careca, sugeriu que toda a cúpula da entidade raspasse a cabeça em homenagem ao ex-presidente Lula.
Mas a idéia não chegou a ser votada e ainda alguns companheiros o sacanearam dizendo que ele estava agindo em “causa própria”.ses motivos é que este refugo de gente  encontra seu abrigo ideal no Partido dos Trabalhadores.

A "cumpanheira" endoidou

Esta é uma das versões que circula ou circulou entre a cúpula da subversão.
A outra é que a cumpanheira e jornalista Mírian Macedo (foto), em decorrência das bárbaras torturas sofridas em 1973, teve uma repentina crise de amnésia.
A torturada, inexplicavelmente, não se recorda dos estupros, das tapas, dos chutes e dos choques elétricos que lhes foram aplicados pelos agentes da repressão.
A sua declaração circula pela internet, no seu blog, confessando que mentiu, descaradamente, por 30 anos ao alegar que havia sido torturada pela repressão.
Seu desabafo, de 05 de junho de 2011, somente agora teve a devida repercussão. Mas, tal qual a sua revelação, a confissão surge como um grito, e a sua ampla divulgação cinco meses depois, ainda é oportuna.
Sim, antes tarde do que nunca, diria um esperançoso na recuperação do gênero humano.
Podemos creditar o desabafo, inoportuno para a Comissão da Verdade, como o peso de uma consciência, que sobrecarregada pelos anos e pelas falsas acusações que acobertara em seu íntimo, resolveu dar o seu brado de basta e lá foi a torturada jornalista livrar - se daquela pesada carga.
Parabéns, Mirian, você agiu com honestidade, esperamos que agüente o tranco.
Agradecemos o seu desafogo, embora na certeza de que ele de nada servirá.
A Comissão, não terá peito de chamá – la; quanto ao outro lado, que legalmente não existe, não irá utilizar sua confissão para contrapor – se aos subversivos e comparsas.
Estamos certos de que você, após tantos anos carregando esta grande mentira, deve estar aliviada, satisfeita com a sua nobre e corajosa atitude.
Felizmente, acreditamos que você, finalmente, teve a paz que merece, mas não se esqueça, ainda custará caro, pois muitos irão acusá – la e perseguí-la.
Você, quando jovem, meteu - se no ninho de cobras que eram os escolados e tarimbadoscomunistas, que facilmente enrolavam os jovens, mormente estudantes.
Muitos deles foram presos, e todos tinham a orientação, de quando soltos, alegarem que sofreram terríveis torturas.
Infeliz ou felizmente, sua desdita tem sido a de carregar o ônus deste desabafo, sofrer o repúdio de velhos cumpanheiros; mas como consolo, os tribunais revolucionários de antanho estão no ostracismo, e você não deverá ser vítima de nenhum justiçamento, como o foram, entre outros, assassinados pelos cumpanheiros de luta, o Geraldo Ferreira Damasceno, em 29 de maio de 1969; nem o Marcio Leite Toledo, em 23 de maio de 1971.
Prezada Mírian, suas palavras servem de consolo, sublinham a cretinice que será a busca da verdade num lodaçal de mentiras e interesses, poderão ensimesmar mentes, mas não impedirão que a roda da patifaria siga em frente, como se nada tivesse acontecido.
E assim, graças à sua consciência, um felizardo escapou da acusação de ter torturado você.
E como disse o cretino, mais vale uma mentira na mão do que duas verdades voando.
Brasília, DF, 18 de novembro de 2011
*Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Senadora afirma que ONG pagou o vôo de Lupi. Nota fiscal está na prestação de contas do convênio

Durante depoimento do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), a senadora Kátia Abreu (PSD-TO) afirmou que a nota fiscal referente ao pagamento do aluguel da aeronave King Air, que transportou o ministro durante agenda no Maranhão em 2009, consta de processo de prestação de contas de convênio da pasta com a ONG Pró-Cerrado. O presidente da entidade, Adair Meira, negou que tenha custeado o aluguel da aeronave. Meira percorreu um trecho da viagem no avião ao lado de Lupi.
Segundo Kátia Abreu, a referida nota fiscal consta da prestação de contas do convênio 60051/2007 firmado entre o Ministério do Trabalho e a ONG Pró-Cerrado, no valor de R$ 2,37 milhões. A senadora solicitou que cópia do inteiro teor do processo de prestação de contas seja enviada à comissão. Em depoimento aos deputados na semana passada, Lupi afirmara que não tinha relações com Adair Meira e foi acusado de mentir, pela oposição. Hoje o ministro tentou se justificar, afirmando que não disse que "não conhecia" o dirigente da ONG, mas apenas que não tinha relação pessoal com ele e que não era amigo dele. Lupi também admitiu hoje, pela primeira vez, que dividiu um trecho da viagem no referido King Air na companhia de Meira. Antes Lupi dissera que não havia viajado na referida aeronave.(Estadão)

Canalhismo à brasileira.

Segundo Manoel Dias, Secretário do PDT, por mentir, todos os políticos deveriam ser cassados
Não mentem todo o dia aí? Tanto governador, executivo… Não mentem todo dia? E ele vai ser cassado porque mentiu? Mentiu o quê? Ele disse que foi lá e pegou um avião que era da campanha do companheiro Jackson Lago. É isso. Se for por causa de mentira, não fica ninguém.”Manoel Dias, secretário-geral do PDT, sobre o ministro Carlos Lupi, ao endossar a tese segundo o país iria parecer um deserto se todos os mentirosos saíssem de cena ao mesmo tempo, fingindo ignorar que continuarão existindo milhões de brasileiros dispostos a enquadrar os assassinos da verdade.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Projeto petista cria estudante profissional: "O militante baderneiro".

Mal posso acreditar no que leio. Projeto de um deputado do PT da Bahia dá, acreditem!, “estabilidade de vínculo acadêmico” a dirigentes estudantis. Isto mesmo: essa gente que fica infernizando a vida da universidade passaria a ter direitos especiais. Leiam o que informa a Agência Câmara. Volto em seguida.
*
A Câmara analisa o projeto 1814/11, do deputado Valmir Assunção (PT-BA), que proíbe faculdades e universidades de desligarem de seus cursos alunos que atuem como líderes estudantis. A medida beneficia as seguintes entidades: União Nacional dos Estudantes (UNE), uniões estaduais de estudantes, diretórios centrais de estudantes, centros e diretórios acadêmicos. O texto obriga as instituições de ensino a oferecer condições para que os dirigentes dessas entidades conciliem suas obrigações acadêmicas com as atividades das agremiações.
Provas e faltas
Assim, ficará garantida, por exemplo, a possibilidade de provas e avaliações em dias alternativos, quando coincidirem com as datas de assembleias, congressos ou reuniões. O projeto também proíbe a atribuição de faltas em outras atividades escolares nesses casos. A aplicação de outras penalidades que provoquem o desligamento desses alunos da instituição também será proibida se for motivada por atos praticados no exercício regular do mandato.

O objetivo, segundo o autor do projeto, é oferecer garantias legais para que esses estudantes não sejam prejudicados quando assumem cargos de direção em entidades estudantis. O parlamentar lembra a importância do movimento estudantil ao longo da história do País e acredita que a medida vai contribuir para consolidar o papel político das entidades representativas de estudantes.
Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

VolteiValmir Assunção é só um braço do MST na Câmara. Já escrevi sobre esse parlamentar aqui. É aquele que uma vez me esculhambou num discurso e depois me mandou um carta toda cheia de salamaleques tentando “abrir um debate”. Respondi como costumo responder nesses casos. Ele estava bravo porque critiquei aquela farta distribuição de carne para invasores de um prédio na Bahia, lembram-se?
Sigamos. Nenhuma universidade pune dirigentes estudantis. Isso é mentira! O que Santana está querendo é lhes conceder privilégios. Muitos deles, hoje em dia, usam a universidade apenas como aparelho de seus respectivos partidos. Ficam lá anos a fio, sem jamais se formar. Basta lembrar que boa parte dos ex-dirigentes da UNE que Orlando Silva pendurou no ministério do Esporte não concluiu seus respectivos cursos. Santana está querendo dar estabilidade para estudantes aquele invasor da USP que ficou sete anos na universidade, foi jubilado, fez vestibular de novo e voltou para continuar a liderar invasões.
O projeto tramita em “caráter conclusivo”. Isso quer dizer que não precisa ser votado pelo Plenário (apenas pelas comissões designadas para analisá-lo), a menos que seja rejeitado por uma das comissões ou que haja recurso contra esse rito assinado por 51 deputados.

Espero que a oposição esteja atenta para, ao menos, levar a questão para plenário. E que os deputados, mesmo os da base, não se intimidem com a suposta “pressão da UNE”. Essa gente não mobiliza rigorosamente ninguém, além de não representar os estudantes brasileiros… que estudam!
Por Reinaldo Azevedo

Versão de Lupi para voo é implodida pelo próprio PDT.


Desmentido  quatro vezes pelos fatos- e ontem por seu próprio partido, o PDT -, o  ministro do Trabalho, Carlos Lupi, não apresentou à presidente Dilma  Rousseff provas materiais sobre o custo e pagamento do voo ao lado de um  empresário dono de ONG que mantém convênios com a pasta que comanda e  começou a ser abandonado por correligionários.
O presidente interino do PDT, André Figueiredo (CE), aconselhou o ministro a deixar o cargo.
O Planalto aguarda novas versões que o ministro apresentará hoje, em depoimento ao Congresso, para avaliar quando ele será substituído.
Uma das versões de Lupi foi implodida pelo próprio PDT. O ministro dissera que o voo com o empresário Adair Meira, da ONG Pró-Cerrado, com negócios suspeitos com o Trabalho, fora pago pelo PDT do Maranhão.
Mas o orçamento da viagem do ministro não está na prestação de contas do PDT maranhense. O presidente estadual da partido, Igor Lago, negou que o diretório regional tivesse dinheiro em caixa para bancar o aluguel de aeronave e disse que o partido quer apenas "ajudar a esclarecer todos os fatos".
Com a prestação de contas do partido em mãos, Igor Lago afirmou que o PDT maranhense não tem responsabilidade pelo aluguel de qualquer aeronave para deslocamento do ministro no Maranhão.
"Ontem mesmo recebi a declaração de contas, que está registrada no Tribunal (de Contas do Estado).
Não consta nada sobre transporte aéreo, o diretório regional não arcou com esta despesa", disse.
E emendou: "O PDT não tem condições financeiras para arcar com os custos de uma viagem dessas.
Portanto, PDT não pagou os voos utilizados pelo ministro".
* AE - Agência Estado

Lupi: Corrupção sem fim?

Clique na imagem para ampliar
Sindicalista diz que assessores diretos do ministro do Trabalho queriam 60% do imposto sindical para regularizar sua entidade.

Uma acusação pesada bate às portas do gabinete do ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Além das denúncias envolvendo o desvio de dinheiro público por meio de ONGs, agora o gabinete do ministro é acusado de extorquir sindicatos para desviar recursos do imposto sindical à central controlada pelo PDT e por assessores de Lupi. Quem faz a denúncia é o presidente do Sindicato de Trabalhadores em Bares e Restaurantes da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira (Sindrest), João Carlos Cortez. Na semana passada, ele gravou uma entrevista à ISTOÉ, na qual afirma que existe um esquema de venda de cartas sindicais montado dentro do Ministério do Trabalho. O sindicalista afirma que “tudo é operado por pessoas ligadas diretamente ao ministro”, que falam e agem em nome dele. “Prometeram reativar nosso registro desde que eu repassasse um percentual da arrecadação do sindicato”, afirma Cortez. “Exigiram-me propina numa sala do gabinete onde funciona a Secretaria de Relações do Trabalho”. O caso aconteceu no fim de julho de 2007. Ele conta que procurou Lupi para tentar regularizar o registro de sua entidade. Segundo ele, foi marcada uma reunião pelo deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT-SP). Ela aconteceu no quarto andar do ministério, na sala onde despachava o então secretário de Relações do Trabalho, Luiz Antônio de Medeiros – homem da total confiança do ministro. No organograma do ministério, a Secretaria de Relações do Trabalho integra o gabinete do ministro Lupi. Eram cerca de 10h30 da manhã. Além de Medeiros e Paulinho, participaram do encontro o assessor especial Eudes Carneiro e Luciano Martins Lourenço, presidente do PDT de Santos e braço direito de ­Paulinho. Eles conversaram sentados em volta de uma mesa de madeira redonda, usada para reuniões. “Esperei uns 15 minutos, eles nos serviram café. Medeiros me cumprimentou e indicou seu assessor, Eudes Carneiro, um homem extremamente gentil, que foi quem conduziu a reunião.
Cortez alega que não tinha ideia de que estava diante de um esquema ilegal de arrecadação. Em seguida, diz ele, na presença de todos, perguntou o que poderia ser feito e mostrou um parecer da AGU favorável à regulamentação do seu sindicato. Carneiro, um ex-policial federal que acompanha Lupi há anos, sorriu e falou para o sindicalista ficar tranquilo. “Vamos resolver o seu problema, me disse.” Em seguida, Lourenço explicou o que precisava ser feito. Em vez de procedimentos burocráticos, o sindicalista recebeu uma orientação pouco republicana. “Me fizeram uma proposta indecente, um pedido de propina ali dentro do ministério”, conta. Coagido, ele aceitou. “Eu não tinha outra saída,” justifica. O pedágio consistia em repassar à conta bancária da Força Sindical (central ligada ao PDT e comandada pela dupla Paulinho-Medeiros) um total de 60% de toda a arrecadação sindical que seria obtida pelo Sindrest nos três anos seguintes. Um valor superior a R$ 12 milhões, segundo cálculos do próprio Cortez, com base nos 100 mil trabalhadores que compõem a categoria na região de atuação do sindicato e que têm descontados seus contracheques anualmente em cerca de R$ 205.
Clique na imagem para ampliar
A reunião durou aproximadamente 20 minutos. Lourenço avisou Cortez que esperasse um novo contato dentro de poucos dias. “Saí de lá confiante de que estava resolvido”, afirma. Coube ao dirigente do PDT tocar o negócio. Lourenço explicou a João Carlos Cortez que o valor da propina poderia ser parcelado em três vezes, em percentuais decrescentes. No primeiro ano, seriam repassados 30% da contribuição sindical; no segundo ano, 20%; e no terceiro ano, 10%. Para escapar à fiscalização das autoridades, as transferências deveriam ser feitas diretamente para a conta bancária da Força. Embora recebam dinheiro do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), as centrais sindicais não estão sujeitas à análise do TCU, da CGU e outros órgãos de controle externos, o que dificulta o rastreamento de golpes como os denunciados por Cortezeunião”, lembra. Quem mais falou durante o encontro foi Lourenço.
Hoje quem representa os trabalhadores de hotéis, bares, restaurantes e similares naquela região é o Sinthoresp, mas nem sempre foi assim. O Sindrest conseguiu em 1994 fracionar a base sindical a fim de representar apenas funcionários de restaurantes, bares e similares. Recebeu seu registro e até o código sindical, que dá acesso à conta na Caixa Econômica em que são depositadas as contribuições sindicais. Em 2003, no entanto, a CUT passou a controlar a Secretaria de Relações do Trabalho e, por pressão do Sinthores, cancelou o registro do Sindrest. Cortez recorreu e conseguiu obter da AGU um parecer que considerou ilegal o ato do Ministério. “Não cabe ao Ministério do Trabalho e Emprego interferir na conveniência e oportunidade de determinada categoria para fundar ou extinguir sindicato”, escreveu a advogada da União Carmen Tomasi de Abreu.
Questões sindicais à parte, a denúncia de Cortez reforça a suspeita de que o Ministério do Trabalho virou um grande balcão de negócios para abastecer os cofres da Força Sindical e de dirigentes do PDT. Na edição de 5 de agosto de ISTOÉ, a presidente da Federação Nacional dos Terapeutas (Fenate), Adeilde Marques, revelou que foi forçada a pagar pedágio para conseguir a liberação das cartas sindicais dos sindicatos filiados. Ela apontou o presidente da Força Sindical em Sergipe, Willian Roberto Arditti, como chefe do esquema no Estado. Segundo Adeilde, o registro custaria até R$ 40 mil. ISTOÉ mostrou ainda como Lupi e Paulinho da Força têm fabricado entidades sindicais para atender a interesses políticos e partidários. Em apenas três anos e meio, foram concedidos mais de 1,6 mil registros sindicais e outros 2,4 mil estão na fila de espera. Em média, surge um novo sindicato por dia no Brasil. O esquema está na mira do Ministério Público do Trabalho, que criou uma comissão especial de 16 procuradores para investigar as denúncias de ISTOÉ. O subprocurador geral do Trabalho, Ricardo Macedo, diz que a decisão foi tomada no fim de agosto, durante reunião nacional dos procuradores. “São denúncias graves que atentam contra a liberdade sindical”, afirma. Também devem integrar as investigações o MPF e a Polícia Federal. “É um caso que envolve não só o aspecto trabalhista, mas o criminal também.”
As suspeitas envolvendo a concessão de cartas sindicais fragilizam ainda mais a posição de Lupi, que perdeu apoio dentro do PDT e do Palácio do Planalto. Na semana passada, ele teve de se defender de novas acusações de desvio de recursos em convênios com ONGs para capacitação técnica. Dois assessores tiveram seus nomes associados ao escândalo e já foram exonerados. Os deputados pedetistas Miro Teixeira (RJ), José Antônio Reguffe (DF) e o senador Pedro Taques (MT) pediram à PGR abertura de investigação. Lupi, confiante na relação de amizade com a presidente Dilma Rousseff, disse que não seria abatido facilmente e só deixaria o Ministério “à bala”. Dilma não gostou e mandou o ministro se retratar. Foi o que ele fez em depoimento na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, na quinta-feira 10. “Presidente, peço desculpas. Eu te amo!”, disse Lupi. Declarações de amor, contudo, não explicam as denúncias que pesam sobre o ministro e seus auxiliares.
*Claudio Dantas Sequeira, ISTOÉ Online

As mentiras do regime iraniano.


Ahmadinejad e seus cúmplices sulamericanos
Há dias se comemorou o 32º aniversário do assalto à Embaixada dos EUA em Teerã, perpetrado por cerca de 400 estudantes islâmicos que atenderam ao comando supremo da teocracia fascista iraniana, do aiatolá Khomeini, cujo regime havia triunfado meses antes. No início, os iranianos fizeram 90 reféns; alguns deles escaparam e outros foram libertados; mas, 52 americanos foram mantidos presos por 444 dias, libertados após negociações conduzidas pelo então recém eleito presidente Ronald Reagan.
Suspeita-se que Ahmadinejad participou do atentado. Um jovem, com sua mesma estrutura corporal, é visto em diversas fotos. Durante a guerra no Iraque, Ahmadinejad foi instrutor dos Basij Mostazafan, crianças de até 12 anos de idade, a quem ensinava "a glória do martírio".
O regime dos aiatolás prosseguiu com seus crimes para além de suas fronteiras. De forma permanente envia armas ao grupo terrorista sul - libanês Hezbollah e ao grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza.
Na América do Sul, a Promotoria Pública argentina acusou formalmente personalidades iranianas pelo ataque terrorista contra a AMIA, em julho de 1994. Dois anos antes, em março de 1992, a embaixada de Israel em Buenos Aires foi atingida por uma bomba. Não há dúvidas sobre a responsabilidade do Irã em ambos os atentados terroristas.
Desde que chegou a presidência do país em 2005, Ahmadinejad tem repetido suas vituperações anti-judias, negando a realidade do Holocausto na Alemanha nazista afirmando que "a entidade sionista" será varrida do mapa.
Em 2009, Ahmadinejad foi reeleito, deixando suspeitas de haver falsificado o processo eleitoral; assim como, mortos, desparecidos e torturados entre os opositores. O último relatório da OIEA da ONU prova o caráter bélico do programa nuclear iraniano.
Em face de tanta ignomínia, as autoridades iranianas se defendem acusando Israel e os EUA, como num jogo de espelhos, de promoverem uma inexistente "iranofobia".
*BEATRIZ W. DE RITTIGSTEIN para o jornal venezuelano ‘EL UNIVERSAL’ - TRADUÇÃO DE FRANCISCO VIANNA

Lula e a Saúde.

Este comentário do amigo Paulo Henrique Cremoneze* no Facebook, traduz o meu sentimento e, creio, de muitos brasileiros quanto à notícia mais recente sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Com muita delicadeza e cuidado escreverei este comentário.
Ninguém deve ficar realmente feliz com a enfermidade grave de um inimigo. Não suporto o Lula e acho bom para o Brasil e para o mundo que ela suma do mapa, mas não posso tripudiar sobre o câncer dele por dois motivos:
1) respeito e
2) prudência
1) RESPEITO aos amigos que passaram ou passam pela doença ou têm familiares vitimados ou sofrendo seus efeitos nocivos;
2) PRUDÊNCIA: pois amanhã, eu mesmo dela poderei ser vítima ou ter alguém próximo e amado.
Vejam os amigos que nem cheguei a invocar a fé em Deus, no meu caso o catolicismo, porque reconheço que talvez em se tratando de Hugo Chavez, Fidel Castro, Lula, Dilma, eu me deixasse seduzir pelo sentimento farisaíco e teologicamente incorreto de "castigo de Deus ou justiça Divina aos ímpios".
Bem, todos sabemos que por meios lícitos ou ilícitos o Lula tem condições financeiras, desde que fundou o PT, para arcar com o tratamento médico num hospital de ponta como o Sírio-Libanês.
Mas, como ex-Presidente e figura pública, alguém que entre outras imbecilidades disse que o Brasil, hoje, é melhor que a Europa e os EUA, alguém que arrota ter mudado o país para melhor em tudo, ele não deveria dar o exemplo e, confiando no gestor público, a tara de todo socialista, inimigo da iniciativa privada e das privatizações, e tratar-se na rede pública de saúde, no SUS ?
Os socialistas e marxistas não são coerentes: berram contra o sistema capitalista mas adoram iphones, ipads, hospitais particulares, vinhos caros, bons restaurantes, enfim, são mal-nascidos ou despidos da meritocracia e, portanto, auto-condenados ao fracasso. Amargos e recalcados, invejam as "elites" e se encastelam nos meios públicos para conseguirem o que são incapazes de conseguir pelo berço, pelo nome ou pelo mérito, em síntese, trabalho honesto, mas no fundo, no fundo, tudo o que querem é estar no mesmo clube dos que invejam e satanizam, mesmo que seja pelas portas dos fundos, já que sempre lhes faltará algo: honra !
Lula, vá para o SUS e aí sim até rezarei por você!
*Paulo Henrique Cremoneze é Mestre em Direito Internacional e Teólogo. Mora em Santos, SP.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Cracolândia e Zumbis.

Homens, mulheres e crianças, independente da classe social, andam pelo território da cracolândia  em São Paulo como zumbis em busca de um “tuim”, sensação descrita por eles do efeito que o crack faz na mente.
No meio dessa multidão,  os eco –trabalhadores que passam o dia em busca de latinhas e papelão pelas ruas agora podem ter o seu “tuim” ecológico (Como é linda a causa ambiental!) que movimenta a rica e prospera economia verde, não para eles claro.
A policia é acionada e até revista   usuários, mas esses jogam suas pedras de crack . Como nada foi encontrado, os  mesmos são liberados e continuam vagando pelas ruas em busca do tal ” tuim”.
Outro morador liga para a polícia, mas ela diz: Ai é a cracolândia! Como quem queria dizer: Senhor! Ai é a cidade  do crack e a polícia não resolve problemas de ordem social coletiva.
“Este cenário é a coisa mais próxima do Apocalipse que eu possa imaginar”, diz uma voz distorcida no meio de uma sobra
A mídia globalista, na tentativa de mostrar como é possível viver em harmonia com os usuários de crack,  costumam fazer matérias como essa descrita abaixo:
“…Durante o dia, são obrigados a suportar o mau cheiro da sujeira deixada pelos viciados. Perambulando pelas calçadas enrolados em cobertores, muitos deles parecem inofensivos e, até agora, convivem em paz com os novos vizinhos….” (revista veja)
Talvez eles possam ser um pouco “inofensivos” como essa matéria estúpida diz, mas os usuários de crack, após serem batizados com o falso espírito santo durante a manifestação espiritual  sofrerão distúrbios mentais fortes e passarão a ser muito agressivos. Aquelas cenas clássicas de zumbis no estilo do filme Resident Evill  perseguindo pessoas nas ruas fará parte da rotina do mundo globalizado.
Mas o crack cria um exército lucrativo de zumbis devido a sua grande dependência (quando o assunto é  dinheiro sempre podemos associar com a  Ordem Illuminati). Hoje, as três categorias mais rentáveis do comércio ilícito que todos os governos fazem vista grossa são: armamento, prostituição e drogas. Eles  também formaram uma nova categoria de sociedade de assassinos; por estarem protegidos pelos direitos humanos, os mesmos terão grande serventia durante a perseguição aos opositores do governo.
*gracialavida por e-mail -  via resistência democrática.

Obama quer severas sanções ao Irã.

O Presidente Barack Obama buscou a ajuda de líderes mundiais para a aplicação de novas e mais severas possíveis sanções ao Irã, enquanto um senador Republicano disse que ele, na verdade, quer ir à guerra contra o país persa caso essas sanções não consigam impedir que o regime fascista clerical islâmico de Teerã consiga adquirir capacidades para obter armas nucleares, conforme relatou a agência ‘Fox News’.
O Senador Lindsey Graham (Republicano da Carolina do Sul) advertiu que o Irã está a ponto de conseguir seu primeiro artefato nuclear capaz de ser colocado numa ogiva de míssil de longo alcance, o que pode levar a um efeito dominó para outros países que passariam a adquirir a mesma capacidade, segundo as fontes noticiosas. “Se a caixa de Pandora for aberta, a guerra contra o Irã será inevitável e caso eles configam armas nucleares, a caixa de Pandora – ou seja, o mundo em que vivemos – estará definitivamente aberta”, disse o senador. “Destarte, apóio plenamente a opção militar preventiva como último recurso”.
O Senador também disse que uma mudança de regime no Irã seria a melhor opção para os EUA e para o Ocidente em geral e que, caso este país se tornar capaz de possuir armas nucleares o mundo irá sofrer tremendamente. O jornal The Teheran Times relatou que o orador Majlis, Ali Larijani, líder no Parlamento iraniano, disse que novas sanções contra seu país terão respostas amargas.

Rock do Pastor

Sociedade com mania de estupidez.

Os quarenta ministérios não servem ao país, mas sim aos interesses de políticos profissionais bandidos para a contrapartida de sustentação de uma base partidária espúria que se transformou em lacaio de um projeto de poder civil fascista para controlar a corruptocracia em que o país foi transformado pela Fraude da Abertura Democrática.
Já são 40 ministérios. Por que não dizer 40 focos de corrupção e prevaricação regiamente pagos pela sociedade mais estúpida do planeta? Já são centenas de casos de corrupção, a maioria descarados, e os restantes camuflados no submundo mais sórdido possível, o da política prostituída.
Que ninguém se engane, mas a queda de ministros está muito mais para evitar uma ruptura da sociedade que é feita de palhaço e imbecil todos os dias, do que uma postura que tenha como objetivo principal moralizar o poder público. A idéia é coibir o excesso de roubos descuidados, pois os “desvios de conduta marginal” devem ser tratados para que o roubo continue maior e mais sólido.
Enquanto as Forças Armadas, transformadas em servidoras de desgovernos corruptos, junto com a Polícia Civil, a Polícia Militar e a Polícia Federal invadem a Favela da Rocinha para expulsar, prender ou matar as vítimas da exclusão social provocada pela Fraude da Abertura Democrática, Brasília, o bunker da corrupção nacional desenfreada, vive em berço esplêndido, regada sem limites pelos produtos e subprodutos da extorsão fiscal e pelo dinheiro roubado dos contribuintes.
A justiça do país está claramente dividida em duas bandas.
A banda boa luta com a força das leis contra bandidos e traficantes – mesmo provocando o assassinato de policiais e juízes que acabam vivendo como condenados em uma “prisão familiar” para reduzirem o risco de perderem suas vidas –, sendo o sucesso dessa banda apenas parcial, pois muitos bandidos se safam devido à síndrome das propinas, que fazem também a riqueza de agentes da lei ou, então, complementam suas rendas familiares formais, que não permite permanências somente no contracheque para aqueles que são pagos para defender a sociedade, mas que também precisam oferecer um mínimo de dignidade para suas famílias.
Os “bicos” legais ou criminosos viram rotina obrigatória para esses. Nesta semana um amigo foi solicitado a dar R$20,00 (!) a um policial militar para que continuasse viagem com seu carro em situação irregular. Deixou de ser meu amigo, pois essa é uma das sementes que gera a impunidade dos policiais-bandidos.
O cara que era meu amigo vai continuar corrompendo e desrespeitando as leis e o policial vai continuar aceitando o suborno que transforma policiais em bandidos.
A banda podre da justiça, por incrível que possa parecer, tem suas existências motivadas pela criminosa postura dos Tribunais Superiores, que garantem a impunidade dos chefes das gangs da corrupção por artifícios legais e pela falta de caráter e vergonha dos que tinham que respeitar a sociedade que lhes sustentam, e lutar para que as leis sejam cumpridas e a vergonhosa impunidade continue sendo a marca de nossa justiça, e não para virarem lacaios de quem os indica para os cargos que ocupam. A toga está, cada vez mais, virando um símbolo de prostituição da justiça.
Nenhum presidente tem qualquer condição de acompanhar 40 subordinados diretos, isso resultando em um processo de delegação política para uma base burocrática criada dentro de um covil de bandidos, com o agravante dos desvios de conduta “nunca” chegarem ao seu conhecimento, à exceção daqueles denunciados pelo jornalismo que ainda não se vendeu ao covil de bandidos.
Na prática, é o “escritório” da Casa Civil – já denunciado várias vezes como um antro de corrupção, tráfico de influência e cúmplice da presidência no pior dos sentidos – que acaba fazendo a ligação entre a maioria dos ministérios e a presidente que, algumas vezes, assume o papel do bobo da corte corrupta do Reino do Paraíso da Patifaria. Temos o exemplo da própria presidente, que foi chefe da Casa Civil de seu antecessor, e que assim mesmo aceitou que seu ministério fosse formado por interferência direta desde. O resultado deste conluio, estamos “agora” tomando conhecimento. Vamos dar um desconto, a presidente “não sabia da podridão dos ministros que teve que nomear”. Fala sério!
O Poder Público, da forma como está estruturado, já perdeu a razão de sua existência, pois foi transformado pelos canalhas governantes e seus cúmplices no maior empregador de vagabundos, corruptos, patifes, pulhas e prevaricadores.
A honestidade, a dignidade, e a ética, enfim o respeito ao contribuinte, representam valores quase extintos no Poder Público; quem os tenta preservar é perseguido ou fica na geladeira de uma carreira sem futuro.
Somos testemunha do esforço de gente que passa anos estudando para passar em um concurso público e depois ser obrigado a conviver com os canalhas da corrupção sem reclamar e, muitas vezes, obrigado a serem cúmplices. Esse é o modelo de Poder Público gerado pela Fraude da Abertura Democrática.
A gang dos 41 não mora na Rocinha e não vai ser presa apesar de todo o dinheiro que roubou ter sido a causa de centenas de mortes que ocorrem pela falência dos sistemas de saúde, educação, segurança e saneamento.
Esses pulhas continuam e continuarão livres, leves e soltos e seus atos, como bem disse um canalha, já virou piada nos salões onde ocorrem as orgias da corrupção com os produtos dos roubos dos contribuintes.
Uma sociedade que permanece omissa diante da transformação do país no Paraíso da Patifaria somente pode ser qualificada como uma sociedade com mania de estupidez, além de se mostrar absolutamente  covarde.
*Geraldo Almendra